Dessa forma, se uma pessoa está estudando há 5 anos ou mais para um concurso e ainda não passou, ela está estudando da maneira errada. Concurso não é um projeto que se prolonga por tempo indeterminado. Quanto melhor a qualidade do estudo, mais curto será o período de dedicação para alcançar o objetivo.

As pessoas vão te dar conselhos. Você deve escutar todos e provavelmente descartar quase todos. A maioria das pessoas com quem você vai conversar não entende nada de concurso, nada de estudos. Além de se dedicar aos estudos, você também deve preparar a sua mente e se cercar das pessoas que poderão contribuir para o alcance do seu objetivo.


Portanto, se alguém insiste em te prevenir das dificuldades ou desvantagens de se preparar para um concurso público, analise essa pessoa, o que ela sabe, o que ela conhece, o que ela fez, o que ela construiu. Alguns questionamentos podem ser úteis: essa pessoa já passou em concurso? É uma pessoa que você conhece e aprende com facilidade? É uma pessoa que entende você, entende a sua luta, sabe dos seus sacrifícios? Só você sabe o tamanho do esforço que é preciso para realizar teus sonhos, então não se importe com conselhos de quem não vive tuas lutas. 

Materiais para concursos

A preparação correta para um concurso público envolve várias etapas, mas há um requisito fundamental que deve ser priorizado desde o começo: você precisa de bons materiais. Neste aspecto, a quantidade não é importante, pois acumular pilhas de livros e material digital não vai garantir a sua aprovação. Por outro lado, a qualidade é essencial. Se você utiliza um material que está a 4 ou 5 degraus de onde você está (em nível de estudo), será difícil incorporar o mesmo com sucesso na sua rotina de estudos. 


Se você está começando a estudar Direito Administrativo, por exemplo, e se baseia em um doutrinador que utiliza linguagem densa, que é mais compreensível para alunos de nível mais avançado, certamente vai ter muitas dificuldades. 


A dica aqui é a seguinte: construa seu conhecimento a partir de um material que você compreenda.

Se você tem dificuldade em algum assunto, o que você tem que fazer é adquirir um mindset estratégico para resolver problemas, procurar soluções. Não está conseguindo entender Raciocínio Lógico? O que é preciso fazer para melhorar a compreensão e aprendizado? Muitas vezes, aprender melhor é uma questão de material, de método, de organização do tempo e exercícios adequados ao seu nível de preparação.


Lembre-se de que não adianta você falar que não aprende uma disciplina sem ter estudado e se dedicado pelo tempo suficiente. O aprendizado não funciona da noite para o dia. Você precisa do material certo, método certo, tempo certo. A expectativa de aprender imediatamente é irreal.

Quanto tempo preciso estudar até ser aprovado(a)?

Não existe resposta certa, não existe fórmula matemática precisa para calcular isso. A aprovação em um concurso público depende de uma série de fatores.

Muitas pessoas passam em um curto período, principalmente por terem uma boa base educacional, seja pelo estudo em boas escolas durante o Ensino Médio ou pela qualidade dos materiais utilizados, organização da rotina de estudos, foco e dedicação, entre outros aspectos.

Elementos que vão influenciar o seu tempo de aprovação

  • Aquilo que você já estudou, aquilo que você já sabe, a capacidade intelectual que você desenvolveu;
  • Tempo disponível que você tem para estudos;
  • Qualidade dos materiais que você usa;
  • Estratégias e métodos de estudo;
  • A sua crença na aprovação.

A importância de resolver questões de provas anteriores.

Muita gente deixa de lado as questões de provas anteriores por pensar que só depois de muita preparação na parte teórica é que se deve partir para a prática, através da resolução de questões. Isso é um grande erro. As questões de provas anteriores vão servir para que você complete lacunas do seu conhecimento. Quando você estuda somente através de material teórico, tenta se ater apenas a parte essencial, à sua lógica básica.

Muita gente foca em métodos de memorização, como se decoreba e memorização fossem a chave da aprovação. Memorizar é relevante, mas não pode ser seu carro chefe. A preocupação inicial deve estar voltada ao entendimento da lógica de cada pedaço da matéria. Grande parte da memorização virá naturalmente com a própria resolução de questões de provas anteriores. Trata-se de um processo de construção no qual o componente prático (a resolução de questões) é imprescindível!

Questões de provas anteriores direcionam seu estudo, pois são elas que mostrarão o que é importante (o que cai mais), o que não é tão importante (porque quase nunca cai) e, nesse processo, ainda te ajudarão a memorizar aquilo que é mais relevante.

Se você resolve questões desde o primeiro dia de estudo, você entende quais conteúdos são mais relevantes, como a banca se comunica e se comporta quanto às diferentes disciplinas, além de identificar as principais dificuldades e constatar se você está chutando ou não.

Veja porque resolver questões:

  • Resolver questões potencializam e direcionam o aprendizado;
  • Possibilita que os candidatos tenham uma visão melhor sobre o nível de dificuldade exigido no concurso público;
  • Permite uma linha de raciocínio mais clara durante a avaliação;
  • Pode proporcionar maior foco e organização;
  • Ajuda a definir quais são suas prioridades (por onde é mais fácil começar);
  • Auxilia no autocontrole e no monitoramento do tempo;
  • Contribui para o reforço das informações aprendidas.